plurilinguismo

Diversidade e variação linguística em Mato Grosso

Autor(es): Neusa Inês Philippsen e José Leonildo Lima (Org.)

A obra Diversidade e Variação Linguística em Mato Grosso é fruto do trabalho de diferentes pesquisas desenvolvidas no projeto que leva este mesmo nome. Cabe ressaltar que o projeto objetiva refletir sobre a língua portuguesa e línguas minoritárias faladas em Mato Grosso e sintetizar resultados de pesquisa geo-sociolinguísticas em áreas geográficas mato-grossenses distintas, assim como em temáticas também distintas. Os artigos que compõem o livro são de cunho científico-analítico e apresentam resultados analisados à luz das teorias supracitadas, além de dialogarem, também, com a Linguística Aplicada. A obra apresenta onze artigos produzidos pelos pesquisadores integrantes do projeto. Continue lendo

Colóquio sobre plurilinguismo na Universidade do Luxemburgo

Evento aborda o ensino de Português no estrangeiro, realiza-se na próxima terça-feira e vai contar com a presença de Carlos Pereira Marques, embaixador de Portugal.

No próximo dia 24, no campus da Universidade do Luxemburgo, em Belval (Esch-sur-Alzette), vai realizar-se o colóquio subordinado ao tema “O Plurilinguismo e os Cursos Complementares de Português” , contando, na abertura oficial, a partir das 14h30, aberta ao público, com presenças como as do embaixador de Portugal, Carlos Pereira Marques, e de Pierre Reding, primeiro conselheiro do Governo luxemburguês.

Haverá também a conferência “Un enfant d’origine portugaise et son potentiel en tant que plurilingue émergent”, proferida pelo Professor Michael Byram, antigo conselheiro da Divisão de Políticas Linguísticas do Conselho da Europa e professor convidado na Universidade do Luxemburgo.

O evento resulta de uma parceria entre a coordenação de ensino português no estrangeiro e o Ministério da Educação nacional, da Infância e da Juventude e, durante o dia, haverá reuniões entre os vários responsáveis por esta “nova modalidade de ensino de Português no Luxemburgo”, promovendo-se reflexões acerca da sua aplicação e de soluções “para as eventuais dificuldades encontradas ao longo deste primeiro ano”.

Fonte: Wort

Festival de Francofonia ocorre este mês

Mostra de cinema e shows culturais compõem a programação do evento
O Festival da Francofonia em Brasília chega à sua 21ª edição este ano e iniciou com uma extensa programação cultural. Entre as atrações está o cantor francês Mathieu Boogaerts, que fez show gratuito no CCBB Brasília.

Para este ano, o grande diferencial do festival promete ser a programação musical, com ícones da França e da Bélgica. Outra novidade é exibição de filmes inéditos no Brasil, na tradicional mostra de cinema francófona.

“Fazer um evento deste em Brasília é uma forma de defender a diversidade e plurilinguismo”afirma Mathieu Bernard, um dos organizadores do evento.

Convocatoria aprobada por la Asamblea General en el XVIII Congreso Internacional de ALFAL

CONVOCATÓRIA

Por uma ciência e uma educação superior pública, gratuita, crítica, científica, humanista e intercultural, baseadas em modelos plurilíngues de investigação e docência

Na academia latino-americana aumenta a preocupação com determinados processos de reestruturação das Ciências e da Educação Superior que incluem os seguintes fenômenos:

1. a crescente expansão do inglês e o deslocamento de outras línguas, como o espanhol e o português, de áreas estratégicas do campo das Ciências e da Educação Superior, e

2. a imposição progressiva de sistemas de avaliação, hierarquização e exclusão pertencentes a um modelo empresarial de gestão universitária, alheios ao funcionamento das Ciências e da Educação Superior como universidades – públicas ou privadas – orientadas para a investigação e educação crítica, científica, humanista e sem fins lucrativos.

Continue lendo

[Luxemburgo] PLURILINGUISMO A PARTIR DE OUTUBRO NAS CRECHES (C/ÁUDIO)

A diversidade linguística vai ganhar mais destaque nas creches, no próximo ano letivo.

Desde o início do mandato do atual Governo, que o ministro da Educação, Claude Meisch, sublinha a importância da aprendizagem do luxemburguês e do francês nas creches, sem esquecer a valorização da língua materna.

A pequena infância é uma fase particularmente propícia à aprendizagem das línguas.

Segundo vários estudos, as crianças conseguem aprender várias línguas de forma intuitiva e natural.

Daí o Governo ter achado necessário introduzir, nas creches, a partir do mês de outubro de 2017, um programa educativo multilingue para as crianças, de 1 a 4 anos.

{ouça os áudios aqui}

O principal objetivo é familiarizar as crianças com o luxemburguês e o francês, diz o ministro da Educação. Valorizar e favorecer o desenvolvimento da língua materna é outro dos objetivos desta medida. Claude Meisch acrescenta que as crianças vão ser encorajadas a exprimir-se na sua língua materna. Outro ponto essencial para o sucesso deste programa de educação multilingue é a participação dos pais. {ouça os áudios aqui}

“Fazê-las ouvir hoje as línguas que falarão amanhã” é o lema deste programa de diversidade linguística.

Todas as crianças de 1 a 4 anos beneficiam de um enquadramento gratuito de 20 horas por semana, durante 46 semanas {ouça os áudios aqui}A Rádio Latina falou ainda com Cindy Martins de Oliveira, diretora de uma creche em Strassen, que participa desde Abril do ano passado num projeto piloto, já com o plurilinguismo introduzido.

A diretora sublinha que já se falavam várias línguas na creche, antes do projeto, só que agora as coisas são feitas de forma mais consciente. O reforço da diversidade linguística é válido a partir de outubro de 2017 em todas as creches e outras estruturas que aderiram ao sistema do “cheque-serviço”.

Redação Latina

Fonte: Rádio Latina

IPOL Convida | Lançamento Documentário “Receitas da Memória”

O Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística – IPOL, convida para o lançamento do Documentário RECEITAS DA MEMÓRIA, realizado na região do Médio Vale do Itajaí, apresentando histórias, memórias e receitas de falantes das línguas de imigração da região. O fio que percorre a narrativa é o da alimentação e das receitas familiares mantidas há anos, ajudando a preservar a história e a memória das comunidades alemãs, italianas e polonesas como importante patrimônio cultural e linguístico do Brasil.
 
O documentário é uma produção do IPOL através do Edital PNPI/IPHAN 2014.
 
18h | abertura
18:30h | exibição
19 :30h | Debate com especialistas: “Para que documentar línguas, memórias e receitas?”

Dúvidas, fale conosco:

ipol.comunicacao@gmail.com

ipol.secretaria@gmail.com

Facebook: IPOL

IPOL Pesquisa

Receba o Boletim

Facebook

Revista Platô

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo