Línguas Indígenas

Curso de extensão Plurilinguismo, política linguística, línguas indígenas, histórias e culturas

Coordenação: Profa. Tania  Clemente de Souza

Vice-Coordenação:  Maycon Silva Aguiar

Produção Cultural: Nicolas Alexandria

Ementa: o curso de extensão “Plurilinguismo, política linguística, línguas indígenas, história e cultura” propõe reflexões importantes sobre os cenários político, linguístico e educacional que caracterizam o Brasil. O curso é composto por três eixos temáticos, interligados pelo compromisso de difundir conhecimentos considerados essenciais para profissionais de educação, sobretudo para aqueles cujas salas de aula espelham as dificuldades encontradas em grande parte nacionalmente pela falta de informações básicas sobre os povos indígenas, que ocupam nosso território. Continue lendo

Stella no coração das línguas indígenas

Se aprendes uma língua indígena e se escreves livros para ensinar aos outros essa ‘língua estranha’, a posteridade te dirá: teu nome jamais será esquecido”.

 (Versão adaptada do soneto em língua muísca. Frei Bernardo de Lugo,1619)

Toda vez que os índios Muísca da zona central da Colômbia usavam o termo “pquyquy”, os espanhóis traduziam como “coração”, conforme consta nos dicionários coloniais. Continue lendo

História: brasileiros foram escravizados e proibidos de falar suas línguas

Segundo estimativas, falavam-se mais de mil idiomas no Brasil na época do “descobrimento”

A Estação Primeira de Mangueira venceu o Carnaval 2019, no Rio de Janeiro, mostrando heróis brasileiros que ficaram fora dos livros de História, e a verdade sobre os Bandeirantes, descritos como heróis na História oficial, mas que escravizavam e vendiam os homens indígenas, estupravam mulheres indígenas e massacravam aldeias. Continue lendo

Línguas Indígenas: Aprenda Nheengatú

Cronograma:

O curso está dividido em seis módulos.
Boas Vindas, visão geral, E-book Aprendendo Nheengatú

1º Módulo,
Vamos ver os pronomes pessoais, prefixos verbais, verbos

2º Módulo
Pronomes e advérbios interrogativos, interrogação e E-book com Claudio Iwaka Mura Continue lendo

As memórias de indígenas do Brasil eternizadas para as futuras gerações… na Noruega

Povo Krenak.

Povo Krenak. ACERVO PLINIO AYROSA /USP PIB SOCIOAMBIENTAL

Num país em que o extermínio do seu povo e da sua história já foi naturalizado, o Museu da Pessoa leva para um arquivo mundial digital a história de algumas lideranças dos povos originais.

Por que não aprendemos nada com nossas tragédias?

2019 é, segundo a ONU, o ano internacional das línguas indígenas. A justificativa é de que as línguas importam para o desenvolvimento, a construção da paz e a reconciliação. Continue lendo

Respeito por herança cultural fortaleceu sistema democrático no Timor

Arquivo: Antigo Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, em visita escola em Díli, no Timor-Leste. Foto: Rádio ONU

Para o Timor-Leste, “o respeito e promoção da herança cultural tem contribuído, sem dúvida alguma, para fortalecer o sistema democrático” do país.

a afirmação foi do diplomata Francisco Dionísio Fernandes, que discursou num evento da 40ª Sessão do Conselho de Direitos Humanos, em Genebra, dedicado ao tema da privacidade e direitos culturais.

O representante lembrou o 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos e o artigo 27, que inclui o direito de todas as pessoas usufruírem de seus direitos culturais. Continue lendo

IPOL Pesquisa

Receba o Boletim

Facebook

Revista Platô

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo