Tecnologias e Línguas

Evento indígena promoveu cultura entre etnias de Mato Grosso

Jovem youtuber Xavante motiva outros jovens no uso de mídias digitais para divulgar a cultura indígena

Três terras indígenas, cinco povos e mais de 200 indígenas celebraram a diversidade e as semelhanças da cultura indígena do noroeste de Mato Grosso. Durante 4 dias a aldeia Cravari (Terra Indígena Manoki), foi um espaço de interação sociocultural entre os povos Myky, Manoki, Sabanê, Tawandê e Manduca. Um encontro entre jovens, professores, lideranças e anciãos, que promoveu o intercâmbio de saberes  tradicionais.

Continue lendo

Brasileiro cria primeiro desenho animado em libras no YouTube

A ideia do desenhista é conscientizar e divertir todos os públicos; assista ao primeiro episódio da série animada

Inspirado na dificuldade de se comunicar com deficientes auditivos, o desenhista Paulo Henrique dos Santos criou o primeiro desenho animado em libras no Brasil. A intenção é de dar mais opções de entretenimento para este público específico, mas sem deixar de agradar todos os nichos infantis.

Com circulação feita apenas para as redes sociais, a animação “Min e as Mãozinhas” tem como protagonista uma menina surda, que se comunica em libras (língua brasileira de sinais) com bichinhos da floresta. O objetivo é mostrar as dificuldades e também as aventuras de uma pessoa deficiente auditiva.  Continue lendo

Programa brasileiro de tradução para Libras é finalista em premiação no México

VLibras 'traduzindo' trecho de página na internet (Foto: Gabriel Luiz/G1)

VLibras ‘traduzindo’ trecho de página na internet (Foto: Gabriel Luiz/G1)

Software público foi desenvolvido pelo Ministério do Planejamento. Ele concorre com mais duas iniciativas na categoria ‘sociedade igualitária e colaborativa’.

O software público brasileiro VLibras – que permite traduzir textos, áudios e vídeos para a Língua Brasileira de Sinais, usada por pessoas com deficiência auditiva – é finalista em uma premiação internacional no México. A cerimônia celebra iniciativas para tornar as cidades “mais inteligentes”.

Criado pelo Ministério do Planejamento em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), o programa concorre com outros dois finalistas na categoria “sociedade igualitária e colaborativa”. Os vencedores desta edição poderão expor o projeto no próximo congresso, em um stand de 9 metros quadrados. Continue lendo

UNESCO lança site para ano internacional das línguas indígenas

A iniciativa tem como objetivo a preservação das histórias, tradições e memórias dos povo

Foto: Agência Brasil / Wilson Dias

O Dia Internacional dos Povos Indígenas, celebrado anualmente em 9 de agosto, foi a ocasião para a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) lançar um site especial dedicado ao Ano Internacional das Línguas Indígenas, que será comemorado por membros e parceiros da agência da ONU durante 2019.

Grande parte das línguas faladas por povos indígenas continuarão a desaparecer em um ritmo alarmante. Sem medidas apropriadas para abordar esse problema, a contínua perda de línguas e de suas histórias, tradições e memórias reduzirão consideravelmente a riqueza da diversidade linguística no mundo. Continue lendo

Vídeos vencedores do Imagine-PanGea agora têm legendas em guarani

Tradutora/translator: Joana Mongelo (é ela na foto: 1ª Mestre Guarani do Sul do Brasil) / Legendas: Eike Hirsch

O Projeto Imagine comunica que os vídeos vencedores do Imagine-PanGea agora têm legendas em guarani!

Não esqueça de selecionar o idioma desejado na própria tela do vídeo.

 

Assista:

 

Continue lendo

Alunos de Resende representaram a região na Olimpíada do Conhecimento em Brasília

Estudantes estão na expectativa para o evento e vão levar invenções que têm o objetivo de preservar o meio ambiente e, também, de melhorar a qualidade de vida da sociedade.

Alunos de Resende vão representar a região na Olimpíada do Conhecimento em Brasília (Foto: Reprodução/TV Rio Sul)

Alunos de Resende vão representar a região na Olimpíada do Conhecimento em Brasília (Foto: Reprodução/TV Rio Sul)

Enquanto os olhos do Brasil e do mundo estão voltados para a Copa da Rússia, um grupo de estudantes de Resende, no Sul do Rio de Janero se prepara para a Olimpíada do Conhecimento, que vai acontecer em Brasília.

Os alunos estão na expectativa para o evento e vão levar invenções que têm o objetivo de preservar o meio ambiente e, também, de melhorar a qualidade de vida da sociedade de um modo geral.

Entre as invenções, está uma luva que consegue reconhecer os gestos da Língua Brasileira de Sinais (Libras). O aluno do curso de técnico em mecatrônica do Senai, Igor Monteiro, quem teve essa ideia e transformou a teoria em prática. O equipamento ainda está em fase de testes, mas já gera uma grande expectativa. Continue lendo

IPOL Pesquisa

Receba o Boletim

Facebook

Revista Platô

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo