multilinguismo

As 10 línguas mais antigas que ainda são faladas no mundo

Do hebreu ao gaélico, muitos idiomas usados hoje são mais velhos do que Jesus Cristo

ColunaCultura

Lápide de cemitério muçulmano com escrita em Farsi

Se alguém quisesse fazer uma tradução juramentada do basco, quantas pessoas poderiam dar conta do trabalho? E ler um livro em finlandês? No Brasil, idiomas como esse podem sequer ser conhecidos — quanto mais falados por alguma pessoa.

Continue lendo

Por que existem tantos idiomas no mundo?

Atualmente temos no mundo cerca de 7.097 idiomas sendo falados, segundo o compêndio Ethnologue que é considerado o maior inventário de línguas do planeta.

Acredita-se que ainda possa existir entre cerca de 300 a 400 línguas que ainda não foram catalogadas em algumas regiões do Pacífico e da Ásia. Com o tempo, algumas línguas foram deixando de ser faladas, outras surgiram e os números foram variando. Continue lendo

Curso de extensão Plurilinguismo, política linguística, línguas indígenas, histórias e culturas

Coordenação: Profa. Tania  Clemente de Souza

Vice-Coordenação:  Maycon Silva Aguiar

Produção Cultural: Nicolas Alexandria

Ementa: o curso de extensão “Plurilinguismo, política linguística, línguas indígenas, história e cultura” propõe reflexões importantes sobre os cenários político, linguístico e educacional que caracterizam o Brasil. O curso é composto por três eixos temáticos, interligados pelo compromisso de difundir conhecimentos considerados essenciais para profissionais de educação, sobretudo para aqueles cujas salas de aula espelham as dificuldades encontradas em grande parte nacionalmente pela falta de informações básicas sobre os povos indígenas, que ocupam nosso território. Continue lendo

Congresso das Línguas Indígenas da Índia

Mesa de abertura do evento.

Por Ananda Machado

Congresso das Línguas Indígenas da Índia – Hyderabad- 21 e 22 de fevereiro de 2019.

O Congresso Internacional das Línguas Indígenas da Índia aconteceu na Universidade de Hydarabad. Foram dois dias de palestras e grupos de trabalho discutindo como preservar as línguas, as relações entre línguas indígenas e economia, documentação e descrição de Línguas, etnolinguística, dentre outros assuntos. Continue lendo

Cátedra UNESCO em Políticas Linguísticas para o Multilinguismo

Estabelecida em: 
05 Fevereiro de 2018

Instituição Responsável: 
Universidade Federal de Santa Catarina

Coordenação:
Coordenador: Prof. Gilvan Müller de Oliveira
Campus Trindade da Universidade Federal de Santa Catarina
Centro de Comunicação e Expressão – Bloco B, Sala 329, 3º andar
Florianópolis, Santa Catarina, Brasil Continue lendo

Monolinguismo – o analfabetismo do Século XXI?

Das cerca de sete mil línguas e dialetos que o mundo tem, duas mil e quinhentas estão em risco de extinção. E, para além destas, existem muitas mais ameaçadas e outras em situação muito vulnerável

A saída do Reino Unido da União Europeia veio levantar problemas de diversa ordem, um dos quais é a política das línguas à escala europeia e mundial.Trata-se de uma matéria que, sendo demasiado séria, tem estado afastada da ribalta mediática e da prioridade de muitos países, a começar por Portugal. O multilinguismo – no contexto da globalização vigente e da diversidade cultural e linguística num mundo aberto e cosmopolita – deve implicar políticas públicas que valorizem não só as línguas maternas mas também duas línguas estrangeiras por cada cidadão, independentemente da sua origem territorial, idade ou condição social. Continue lendo

IPOL Pesquisa

Receba o Boletim

Facebook

Revista Platô

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo