multilinguismo

CPLP reitera compromisso com o multilinguismo

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) reiterou, na última quinta-feira, 20, em Nova Iorque, o compromisso com o multilinguismo e o princípio da paridade entre as seis línguas das Nações Unidas.

De acordo com uma nota de imprensa citada pelo Jornal de Angola, a representante permanente de Angola junto das Nações Unidas, a embaixadora Maria de Jesus Ferreira, que discursava na 12.ª reunião plenária da quarta comissão, em nome da CPLP, “saudou os esforços do Departamento de Comunicação Global em priorizar o multilinguismo em todo o seu trabalho” e enalteceu “o papel fundamental desempenhado pelo Departamento de Comunicação Global no apoio à implementação dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030”.
A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa constatou que os novos meios de comunicação digital e plataformas dos média tradicionais são essenciais para facilitar a prestação dos serviços de forma mais eficaz, regozijando-se pelo uso das redes sociais como um veículo vital para alcançar uma audiência global, especialmente, os jovens, reiterando o seu apoio às acções do Departamento de Comunicação Global na liderança de respostas à comunicação de crise nos níveis nacional e global, incluindo o combate à desinformação.A CPLP elogiou, igualmente, os esforços do Departamento de Comunicação Global em apoiar a agenda das Nações Unidas sobre desenvolvimento sustentável, paz e segurança, direitos humanos e outros desafios enfrentados pela ONU, voltando a afirmar o seu compromisso na prossecução dos seus objectivos de divulgar informação sobre as actividades da ONU em língua portuguesa.

FONTE: Notícias de Moçambique

Chamada de trabalhos | I Seminário Viagens da Língua: Multilinguismo no mundo lusófono

O Centro de Referência do Museu da Língua Portuguesa promove entre os dias 08 e 10 de dezembro seu primeiro seminário internacional, voltado a discutir o multilinguismo em diversos territórios lusófonos, em seus contextos sociais e culturais. O evento reunirá pesquisadores, docentes, artistas e público interessado para compartilhar de estudos científicos a experiências que contribuam para uma reflexão e aprofundamento sobre esse tema que é fundamental ao Museu da Língua Portuguesa.  

O prazo para submissão de resumo de trabalho encerra-se no dia 15 de novembro.

Para mais informações sobre o evento e a submissão de propostas, consulte o site: 

https://www.museudalinguaportuguesa.org.br/i-seminario-viagens-da-lingua/

Conferência: Língua Portuguesa e Alteridade Linguística – desafios e perspectivas do multilinguismo nos países da CPLP.

Dia Internacional da Língua Materna promove inclusão por meio do multilinguismo

ONU alerta para desaparecimento de um idioma a cada duas semanas; cerca de 43% das 6 mil línguas existentes estão ameaçadas de extinção; somente menos de 100 idiomas circulam na esfera digital.

Eventos realizados em várias regiões do mundo celebram o Dia Internacional da Língua Materna neste 21 de fevereiro. O tema de 2021 é “Fomentando o multilinguismo para a inclusão na educação e na sociedade”.

Para além de permitir uma maior integração, a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, defende que os idiomas e o multilinguismo podem promover a meta dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável de “não deixar ninguém para trás”.

Foto: Pnud Povos indígenas criaram e falam uma grande maioria das 7 mil línguas mundiais

Primeira infância

A agência ressalta ainda que a educação com base na primeira língua deve começar nos primeiros anos de vida, porque os cuidados e a instrução durante a primeira infância são a base da aprendizagem.

Em Paris, a Unesco marca a data acolhendo um evento virtual coorganizado com o Bangladesh. Na sexta-feira, uma conferência online abordou políticas e práticas inclusivas no ensino e aprendizagem multilíngues e como melhorar a integração pelo multilinguismo, a linguagem de sinais, a educação e os cuidados na primeira infância.

Em Addis Abeba, na Etiópia, outro evento abordará a questão de professores e a educação na língua materna na África. O evento agendado para a próxima quarta-feira será realizado em parceria com o Instituto Internacional para o Desenvolvimento de Capacidades no continente.

Foto: Unicef/Pirozzi De acordo com a ONU, a cada duas semanas uma língua deixa de existir e com ela a herança cultural e intelectual local

Extinção

De acordo com a ONU, a cada duas semanas uma língua deixa de existir e com ela a herança cultural e intelectual local. Pelo menos 43% dos cerca de 6 mil idiomas atualmente falados no mundo poderão desaparecer.

Algumas centenas de idiomas estão integrados em sistemas educacionais e no domínio público, e menos de 100 são usados no mundo digital. Globalmente, 40% da população não tem acesso à educação na língua que fala ou compreende.

A Unesco assinala progressos na educação multilíngue quando é compreendida a importância da língua materna, em especial na primeira fase de escolaridade. A agência fala ainda do compromisso com avanços nesta questão no setor público.

Foto: Pnud Filipinas/Orange Omengan Especialistas alertam que 40% das línguas indígenas correm o risco de desaparecer por completo.

Conhecimento e culturas

A Unesco realça que os idiomas sustentam sociedades multilíngues e multiculturais, porque “transmitem e preservam o conhecimento e as culturas tradicionais de forma sustentável”.

A celebração do Dia Internacional da Língua Materna foi proposta pelo Bangladesh na Conferência Geral da Unesco de 1999. A data foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 2002.

Cátedra Unesco em Políticas Linguísticas oferece disciplina na Pós de Estudos da Tradução da UFSC

Na última segunda-feira, dia 8 de fevereiro, foi ministrada a primeira aula da disciplina Tópicos especiais: Tradução e Interfaces – Multilinguismo e Tradução, ofertada pelo Programa de Pós-Graduação de Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina. Esta disciplina é a primeira ofertada com o código INT que acompanha o programa de internacionalização da Universidade.

A disciplina está associada à Cátedra Unesco Políticas Linguísticas para o Multilinguismo (UCLPM), com sede na UFSC e coordenada pelo professor Gilvan Müller de Oliveira. A cátedra foi instituída em 2018 por um contrato entre a Unesco/Paris e a UFSC e congrega 25 universidades e institutos em 14 países, incluindo todos os membros dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul)

Multilinguismo e Tradução é ministrada a partir da metodologia OMMIP – On-line, Multilíngue, Multidisciplinar, Interinstitucional e Pluricontinental, desenvolvida pelo professor Gilvan. Com atividades síncronas e assíncronas, o curso conta com a participação de professores de dez instituições em oito países (Brasil, África do Sul, Espanha, Índia, China, França, Rússia e México) e ocorre em quatro línguas: português, inglês, francês e espanhol. Cada encontro é ministrado na língua escolhida pelo professor responsável, ao passo que as apresentações são sempre registradas em língua inglesa e a bibliografia nas quatro línguas do curso.

Ao todo, estão matriculados 102 estudantes de 12 países, falantes de um repertório de 23 línguas diferentes, sendo 51,6% brasileiros e 49,4% estrangeiros. No grupo estão indianos, mexicanos, indonésios, espanhóis, franceses, argentinos, nigerianos, zimbabuenses e peruanos.

VII Conferência Mundial sobre Línguas Pluricêntricas e III Conferência Internacional da Cátedra UNESCO em Políticas Linguísticas para o Multilinguismo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estão abertas até o dia 31 de março de 2020 as inscrições para a VII Conferência Mundial sobre Línguas Pluricêntricas e III Conferência Internacional da Cátedra UNESCO em Políticas Linguísticas para o Multilinguismo.

 

Local: Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil.

Data: 6 a 8 Julho 2020.

Informações: PRIMEIRA CHAMADA VII Conferência PLuricentric Languages

(disponível também em Inglês e Espanhol)

Página: http://www.pluricentriclanguages.org/

https://www.facebook.com/linguas.pluricentricas.3/about

 

Participe e divulgue!

IPOL Pesquisa

Receba o Boletim

Facebook

Revista Platô

Revistas – SIPLE

Revista Njinga & Sepé

REVISTA NJINGA & SEPÉ

Visite nossos blogs

Forlibi

Forlibi - Fórum Permanente das Línguas Brasileiras de Imigração

Forlibi – Fórum Permanente das Línguas Brasileiras de Imigração

GELF

I Seminário de Gestão em Educação Linguística da Fronteira do MERCOSUL

I Seminário de Gestão em Educação Linguística da Fronteira do MERCOSUL

Clique na imagem

Arquivo

Visitantes