África

Cultura de Cabo Verde é tema de encontro no Centro de Comunicação e Expressão

O evento “Cabo Verde: Línguas e cultura” será realizado no dia 19 de novembro às 18h, no auditorio Henrique Fontes -CCE/UFSC. O encontro terá uma palestra com a professora Cristine Severo e divulgação do livro Pingu di Speransa à comunidade acadêmica da UFSC, além de diversas apresentações artístico-culturais sobre Cabo Verde.

A participação dá direito a certificado e a inscrição pode ser feita no site: http://inscricoes.ufsc.br/activities/4234 Continue lendo

A África desfila por Sharjah

sheika Bodour Al Qasimi, Vice-Presidente da IPA | © Divulgação

sheika Bodour Al Qasimi, Vice-Presidente da IPA | © Divulgação

Manhã que encerrou a programação profissional da Feira do Livro de Sharjah colocou os mercados africanos no centro das atenções. O fim da manhã desta terça-feira marcou o encerramento da conferência profissional da Feira Internacional do Livro de Sharjah, nos Emirados Árabes. O dia teve como foco os mercados dos países africanos. Ao encerrar a conferência, a sheika Bodour Al Qasimi destacou as possibilidades que estes mercados podem apresentar. “Eu acredito que a África, o Oriente Médio e a Ásia são lugares para onde se devem olhar. Continue lendo

Brasileira cria projeto para empoderar mulheres em favelas sul-africanas

Inicialmente era só uma viagem para estudar inglês, em 2004. Mas a brasileira Mila Moreano, hoje com 46 anos, acabou ficando permanentemente na África do Sul. E o tempo mostrou que esta decisão fez (e tem feito) a diferença nas vidas dela e de centenas de mulheres pobres da Cidade do Cabo.

Continue lendo

Constituição moçambicana disponível em Emakhuwa e Changana

Lei Mãe em línguas nacionaisO Centro de Estudos e Pesquisa de Comunicação Sekelekani lançou, pela primeira vez, a Constituição da Republica de Moçambique em Emakhuwa e Changana, as suas mais faladas no país. A iniciativa permitirá que mais de dez milhões de moçambicanos interpretem cabalmente a Lei Mãe, diz Maurício Bernardo, um dos tradutores. Continue lendo

Português está a expandir-se em África, sobretudo através de línguas nativas – investigadores

Macau, China, 09 mai 2019 (Lusa) — Um grupo de investigadores de políticas linguísticas defendeu hoje, num colóquio em Macau, que “o português europeu” está a expandir-se nos países africanos lusófonos, sobretudo através do fenómeno de nativização, do contacto com línguas indígenas.

O crescimento do uso da língua portuguesa como primeira e segunda língua verifica-se pelo menos em Angola, Moçambique e São Tomé e Príncipe, ex-colónias de Portugal, afirmaram os linguistas lusófonos num colóquio que decorreu na Universidade de São José, dedicado às variedades emergentes do português em África. Continue lendo

A promoção das línguas africanas no Quénia

A política linguística do Quénia responde aos pressupostos ideológicos adoptados aquando da independência, que dão ênfase à empresa livre, à realização individual e ao investimento estrangeiro. Esta política dá grande valor ao Inglês, como meio facilitador de contacto internacional e catalizador do desenvolvimento técnico e industrial.

Paralelamente, tende a mesma a assegurar a protecção da herança cultural local, incluindo as suas línguas africanas, a preservação da independência nacional e da identidade cultural. Esta combinação de finalidades resultou, segundo Kembo Sure, em «Educação Bilingue num ambiente desigual», nas seguintes decisões:
– “Que a língua materna seja a língua de instrução nos três primeiros anos do ensino primário, enquanto, o Inglês e o Kiswahili são introduzidos como disciplinas durante este período; Continue lendo

IPOL Pesquisa

Receba o Boletim

Facebook

Revista Platô

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo