Diversidade linguística

Lendas e línguas

Site mexicano reúne vídeos de animação em várias línguas de povos indígenas. Assista gratuitamente.

 

O site “Delicias PreHispanicas”, reuniu 22 videos baseados em lendas e contos fantásticos, com narração em línguas de povos originários do México, e legendados em espanhol.

 

 

 

Continue lendo

Conheça Virgilio Soares, o tradutor de Libras que viralizou na web

 Nayra Mesquita / Divulgação Vídeo no qual o brasiliense Virgilio dança ao som de É D’Oxum foi visto 1 milhão de vezes e compartilhado por 22 mil pessoas, até o momento

mbora seja uma figura conhecida do teatro brasiliense, muita gente ainda não tinha esbarrado com o trabalho de Virgilio Soares. Nos últimos dias, no entanto, dois vídeos do tradutor de Libras de 39 anos viralizaram pelo Distrito Federal e sensibilizaram os internautas. Neles (que você confere logo abaixo), Virgilio traduz duas canções da MPB para a Língua Brasileira de Sinais (Libras), com direito a um diferencial: em vez de se valer somente dos sinais, ele dança e acompanha o ritmo das composições É D’Oxum (Gerônimo e Vevé Calazans) e Toda Menina Baiana (Gilberto Gil). As “traduções-poéticas”, como o próprio Virgilio intitula, chamaram a atenção e foram compartilhada por milhares. Continue lendo

Diversidade e variação linguística em Mato Grosso

Autor(es): Neusa Inês Philippsen e José Leonildo Lima (Org.)

A obra Diversidade e Variação Linguística em Mato Grosso é fruto do trabalho de diferentes pesquisas desenvolvidas no projeto que leva este mesmo nome. Cabe ressaltar que o projeto objetiva refletir sobre a língua portuguesa e línguas minoritárias faladas em Mato Grosso e sintetizar resultados de pesquisa geo-sociolinguísticas em áreas geográficas mato-grossenses distintas, assim como em temáticas também distintas. Os artigos que compõem o livro são de cunho científico-analítico e apresentam resultados analisados à luz das teorias supracitadas, além de dialogarem, também, com a Linguística Aplicada. A obra apresenta onze artigos produzidos pelos pesquisadores integrantes do projeto. Continue lendo

Diversidade linguística e Patrimônio Cultural são temas de Seminário em Belém

Estima-se que mais de 250 línguas sejam faladas no Brasil, entre indígenas, de imigração, de sinais, crioulas e afro-brasileiras. Toda essa pluralidade será tema do evento promovido em Belém (PA), nos dias 28 e 29 de novembro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e pela Universidade Federal do Pará (UFPa).

O Seminário Diversidade Linguística e Patrimônio Cultural tem como objetivo promover a reflexão e o diálogo sobre a diversidade linguística brasileira no âmbito do patrimônio cultural do Norte. A região, em especial a Amazônia Legal, guarda o maior tesouro linguístico do país, por concentrar a grande maioria das comunidades indígenas. Continue lendo

IPOL recebe Troféu Diploma Mérito Talian

Com muita honra o IPOL recebeu da FIBRA – Federação Das Associações Ítalo – Brasileiras, com a anuência da ASSODITA – Associação Dos Difusores Do Talian o TROFÉU DIPLOMA MÉRITO TALIAN. Este troféu foi entregue àqueles que se destacam em prol do resgate e promovem ações efetivas para manterem vivas a língua Talian, usos, costumes e tradições da cultura da imigração italiana no Brasil. OInstituto foi representado por nossa Diretora Geral Rosângela Morello, que participou de todo o evento contribuindo com o mesmo e nos trazendo muitas novidades das iniciativas em prol do Talian no estado.

A entrega aconteceu na cidade de Serafina Corrêa, no Rio Grande do Sul entre os dias 09 e 11 de setembro de 2018 como parte do XXII Encontro Nacional dos Difusores do Talian.

 

O acolhimento de alunos estrangeiros em sala de aula

O Brasil não está entre os países que mais acolhem estrangeiros, em nível mundial ou latino-americano. De acordo com números recentes da Polícia Federal, cerca de 750 mil imigrantes vivem em terras brasileiras, o que corresponde a apenas 0,4% da população total (207 milhões de habitantes).

Mesmo diante deste universo, é fundamental que a escola, seja pública ou privada, esteja pronta a acolher o estudante imigrante, seja qual a origem que ele tenha. Para ter no horizonte algumas ideias de como este processo pode acontecer, conversamos com a professora Olívia Nakaema, do curso de Letras do Instituto Singularidades. Confira a seguir alguns pontos ressaltados pela docente e que devem ser levados em conta pelas instituições de ensino.

Continue lendo

IPOL Pesquisa

Receba o Boletim

Facebook

Revista Platô

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo