Língua e Tecnologia

Museu ativado por voz é inaugurado em Washington

Para combinar a arte com exposições interativas da influência das palavras na sociedade, foi inaugurado na cidade de Washington o museu Planet Word, o primeiro “museu ativado por voz” do mundo.

O espaço combina histórias com tecnologia de voz em dez galerias de aprendizagem. Entre as atividades, o museu traz uma conversa interativa com uma parede de palavras, que narra o desenvolvimento da língua inglesa até os dias de hoje.

Os visitantes também vão poder usar a tecnologia para conversas virtuais com línguas pouco faladas no mundo e, até mesmo, cantar em um karaokê enquanto aprendem sobre o processo de composição.

Para aqueles que não pretendem ir ao museu, mas querem ter algum tipo de contato com as atividades, é possível instalar a skill da Alexa “Audio Museum of Art”, disponível somente nos EUA.

A funcionalidade transforma a assistente de voz em um guia virtual do museu, que explica o contexto das exposições, além de tocar comerciais da década de 1940, para trazer uma imersão ao usuário.

Por conta da pandemia do coronavírus, a cerimônia de abertura do Planet Word foi feita de maneira online. Durante o período de distanciamento social, a capacidade do museu é limitada e o uso de máscara é obrigatório. Além disso, são fornecidas canetas eletrônicas de cortesia para interagir com as telas sem tocá-las.

Fonte: Voicebot

Lançamento do projeto “Aplicativo Guarani Ayvu” tradutor trilíngue guarani-espanhol-inglês

La innovadora iniciativa de desarrollar una aplicación gratuita para celular y tablet con sistema Android denominada Guarani Ayvu se trata de un traductor trilingüe (guaraní, castellano e inglés) que inicialmente alojará unas 3.200 entradas con el registro en audio de cada una de las palabras en guaraní.

El importante proyecto será presentado este jueves 29 de octubre, a las 10:00, de manera virtual vía Zoom y Facebook Live de la Secretaría de Políticas Lingüísticas (SPL) y contará con la presencia de autoridades nacionales y extranjeras, representantes de las entidades involucradas en el proyecto.

El desarrollo de la app Guarani Ayvu, con un avance del 60%, es posible gracias a la alianza interinstitucional entre la SPL, la Academia de la Lengua Guaraní, el Instituto Superior de Lenguas de la FF-UNA, la ONG de Estados Unidos PopulisTech, con el apoyo del Grupo de Grabaciones en Guaraní.

Además del traductor trilingüe, guaraní-castellano-inglés, más el audio de todos los términos guaraníes, la aplicación Guarani Ayvu también alojará una serie de temas adicionales para el aprendizaje de la lengua guaraní, tales como el alfabeto, gramática y ortografía, además de contenidos didácticos del guaraní para uso médico, entre otros importantes temas sobre la lengua.

Facebook poderá traduzir até 100 idiomas sem usar inglês

O Facebook desenvolveu o primeiro modelo de tradução automática multilíngue, capaz de traduzir até 100 idiomas sem utilizar o inglês como intermediário. O sistema, batizado de M2M-100, utiliza inteligência artificial.

Segundo a assistente de pesquisa do Facebook, Angela Fan, isso é um importante passo em direção a um modelo universal que compreenda todos os idiomas em diferentes tarefas. A empresa ainda não divulgou informações de quando o modelo será implementado. Até o momento, a tecnologia é apenas um projeto de pesquisa.

Como o estudo foi realizado

Fonte:  Facebook/Divulgação 

Inicialmente, a equipe de pesquisadores coletou da internet 7,5 bilhões de pares de frases em 100 línguas diferentes, dando prioridade às traduções mais solicitadas pelos internautas.

Em seguida, os idiomas foram separados em 14 grupos, com base em semelhanças linguísticas, geográficas e culturais. Um desses grupos, por exemplo, inclui línguas comuns da Índia, como hindi, bengali e marata. Para facilitar o entendimento das pessoas, a equipe decidiu criar pontes de tradução.

No caso das línguas indianas, o hindi, bengali e tâmil serviram como intermediárias para as indo-arianas. Com essa técnica, a empresa diz que superou os sistemas centrados em inglês em 10 pontos na métrica BLEU, que avalia traduções automáticas, alcançado a marca de 20,1. 

Comparação entre o novo modelo de tradução, com 20,1 pontos na métrica BLEU; e o modelo atual, com apenas 16,7 pontos. Fonte:  Facebook/Divulgação 

“Ao traduzir, digamos, de chinês para francês, a maioria dos modelos multilíngues centrados em inglês treinam de chinês para inglês e de inglês para francês, porque os dados de treinamento em inglês estão amplamente disponíveis”, explicou Angela Fan. “Nosso modelo treina diretamente em dados chineses para franceses para preservar melhor o significado.”

Apesar de ainda não ter sido incorporado ao Facebook, onde usuários postam conteúdo em mais de 160 línguas, testes realizados pela equipe indicam que o modelo pode suportar uma grande variedade de traduções.

 

Google Tradutor lança modo transcrição em tempo real

Opção já estará disponível em celulares Android a partir de amanhã (18) Divulgação/Google

Google tradutor é uma das ferramentas essenciais para quem vai viajar ou precisa se comunicar com alguém de outro país e não domina a lígua local. Agora, é possível usá-lo em tempo real com a transcrição ativa em oito línguas.

A pessoa fala em outra língua, o google traduz e já exibe a frase ou a conversa escrita na tela. A função era um pedido antigo dos clientes e facilita quem precisa fazer entrevistas ou texto.

A opção estará disponível em celulares Android a partir de amanhã (18) com suporte para inglês, francês, alemão, hindu, português, russo, espanhol e tailandês. A Google afirma que vai adicionar para usuários de iOS, sistema operacioanal da Apple para iPhone e iPads, em um futuro próximo.

Para ativar o modo basta atualizar o aplicativo do Google Tradutor na Google Store e acionar a função de transcrição, que aparecerá do lado esquerdo, ao lado de “conversa”.

Via  https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia

Mapa mostra as línguas faladas no mundo e permite que você ouça até os sotaques regionais

mapa

FOTO: REPRODUÇÃO/LOCALINGUAL/ LOCALINGUAL TRAZ GRAVAÇÕES DE DIVERSOS LOCAIS DO MUNDO

Qualquer um que já viajou de uma região a outra do Brasil, e, em alguns casos, mesmo de uma cidade a outra, sabe que há diferenças marcantes no vocabulário utilizado e mesmo no jeito como as palavras são pronunciadas.

Essas diferenças territoriais na forma como se fala são suficientes para constituir dialetos. No Brasil, por exemplo, há o dialeto recifense, falado na região metropolitana do Recife; o dialeto caipira, falado em partes de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás e Paraná; e o cearense.

Para quem não conhece uma língua, compreender e se acostumar com essas diferentes formas de falar pode ser tão difícil quanto aprender uma nova gramática. Foi a partir desse problema que David Ding, ex-engenheiro de softwares da Microsoft, criou o Localingual, um mapa interativo on-line no qual é possível ouvir trechos de falas de pessoas de diversas regiões do globo.

Clique aqui e veja o mapa interativo.

Com ele é possível ouvir não só as diferenças entre o português de um gaúcho e de um paraibano, mas também entre um falante de francês de Paris ou de Québec, no Canadá, por exemplo.

O site mostra um mapa-múndi com todos os países. Conforme se dá um zoom na imagem, as divisões administrativas internas — Estados, no caso do Brasil —, assim como algumas das principais cidades, são destacadas. Ao clicar nelas é possível ouvir o som de vozes locais.

mapa2

FOTO: REPRODUÇÃO/LOCALINGUAL/ MAPA DO BRASIL NO SITE DE LÍNGUAS E SOTAQUES

 O site foi ao ar no dia 8 de janeiro de 2017, e as gravações são enviadas por voluntários. Por isso, mesmo com mais de 18 mil diferentes gravações, ainda há diversos locais com poucos ou nenhum exemplo de falas.

Segundo o criador do Localingual, o objetivo é fazer com que o site, que é mantido à base de doações, se transforme em uma “Wikipédia das línguas e dialetos”, que poderia ser consultada por qualquer interessado em aprender a pronunciar as palavras de acordo com a região do globo.

Fonte: Nexo Jornal

Importantes recursos lingüísticos fueron presentados por la SPL

splLa Secretaría de Políticas Lingüísticas (SPL) pone a disposición de la ciudadanía recursos tecnológicos que promueven el uso y difusión de las lenguas. Fue durante un acto denominado “Ñane ñe’ẽnguéra rekove” realizado este martes en el Aula Magna de la Universidad Católica de Asunción.

Los recursos tecnológicos consisten en el: Diccionario Digital Bilingüe, Corpus de Referencia del Guaraní Paraguayo Actual, y la Memoria de la Feria de Lenguas en el Paraguay “Toikove Ñe’ẽnguéra Paraguáipe” 2014.

La Ministra de la SPL, Ladislaa Alcaraz de Silvero dio apertura aal acto con estas expresioens en guaraní “Ñamyasãiramo tembiapoita ojegueroguatáva ñane ñe’ẽnguéra hekove resãi potávo ñane retãme, ikatúne jaikuaave ñane ñe’ẽnguéra rembiasa ha ñañomokyre’ỹvéne katuete ñambojoaju rekávo ñane rembiapokuéra ha upéichamante jahechakuaáta tekotevẽteha ñamba’apo ñane ñe’ẽnguéra rehe, ha upépe ñaikotevẽ ojuehe”.

El Diccionario Digital Bilingüe (guaraní-castellano) en su formato escrito y audio ya está disponible en el portal: www.paraguay.gov.py. Fue elaborado por la Secretaría de Políticas Lingüísticas, con el apoyo de la Secretaría Nacional de Tecnologías de la Información y Comunicación (SENATICs) y el Grupo de Grabaciones en Guaraní (GGG).

Continue lendo

IPOL Pesquisa

Receba o Boletim

Facebook

Revista Platô

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo