Município de Ipira promove IV Encontro de Falantes do Hunsrückisch

Ipira promoveu no sábado 22/06/2019, o IV Encontro de Falantes de Hunsrückisch. Numa parceria do IPOL – Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Instituto de Letras / Área de Língua Alemã e Programa de Pós-Graduação em Letras, o evento que tem o objetivo reunir falantes e gestores da língua Hunsrückisch interessados no conhecimento e salvaguarda como patrimônio cultural imaterial. Além dos debates e reflexões que proporcionam, são espaços para expor, divulgar e buscar informações sobre a língua. Além disso, o Hunsrückisch, antes dialeto do alemão, está sendo oficializado como uma língua.

Na oportunidade, o Pastor Rogério juntamente com o Coral Sempre Verde de Linha Filadélfia sob a Regência de Alípio Land e o Coral Aliança sob a Regência de Anderson Schranck fizeram os presentes se emocionar com um culto todo em alemão. Logo após a Banda Municipal coordenada pelo Diretor de Cultura, Ramiro Vieira Neto fez a condução dos presentes até o Centro de Eventos da Igreja Evangélica de Confissão Luterana para a abertura oficial.

O Prefeito Emerson agradeceu imensamente satisfeito aos presentes e como um bom nato, saudou a todos na língua alemã. Falou da importância de se resgatar e preservar nossa cultura alemã, tão presente principalmente nos Municípios do Integrar, Alto Bela Vista, Ipira, Peritiba e Piratuba. Além de uma participação especial de Arabutã onde também está sendo fortemente resgada essa cultura. Falou que para vivermos o futuro é preciso entender e valorizar nosso passado.

Em seguida, foram apresentados sob a Coordenação Geral de Cléo Vilson Altenhofen – Professor da Universidade Federal do Rio do Sul, Rosangela Morello – Coordenadora do IPOL e Ana Paula Seiffert – Pesquisadora do Ipol e Professora do IFC, a situação atual do Hunsrückisch, através de inventário e pesquisa. Após o almoço, algumas piadas arrancaram gargalhadas dos presentes. As Professoras de Alemão, Cleotilde Fries e Janete Potratz Weirich trouxeram muitas informações importantes sobre o ensino alemão trabalhado em nossa região.

Ainda foi apresentado um documentário do IHLBRL, com depoimentos em Hunsrückisch, Contação de Histórias e a escolha do local para o V Encontro que ficou a cargo do Município de Arabutã.

Conforme o Secretário Municipal de Cultura, Turismo, Indústria e Comércio, Oladimir Odi Rese, é preciso preservar nossa cultura. “Não podemos perder nossas raízes, precisamos falar o alemão com nossos filhos desde cedo, para que compreendam a importância de se falar mais de uma língua e de se resgatar nossa cultura, valorizar nossos antepassados, repassar nossos conhecimentos ao longo de gerações.

“Obrigado Oladimir. Retornamos com uma ótima recordação do IV Encontro de Falantes do Hunsrückisch de Ipira e a esperança de novas perspectivas para o futuro. Parabéns, novamente! Abraço” foram às palavras de Cléo Altenhofen com relação ao Encontro.

Para finalizar o evento com chave de ouro, comprovando que Ipira realmente preza por suas raízes, investindo, resgatando e preservando um legado que vem sendo cultivado por gerações, o Grupo Folclórico Hunrickervolkstangruppe, categoria infanto juvenil fez uma bela apresentação sob a Coordenação da Professora Simone Minks. Um coffee break foi servido com diversos produtos deliciosos que foram trazidos pelos Municípios para confraternizar o momento.

O I Encontro foi realizado no ano de 2012, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul organizado pelo projeto ALMA-H no âmbito das atividades do dia das Portas Abertas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Nos dias 24 e 25 de agosto de 2018, em Florianópolis, Santa Catarina aconteceu o II Encontro de Falantes do Hunsrückisch e I Encontro do Inventário do Hunsrückisch como Língua Brasileira de Imigração (IHLBrI), organizado pelo IHLBrI, através do IPOL. 12 e 13 de outubro de 2018, Nova Petrópolis, Rio Grande do Sul realizou o III Encontro de Falantes do Hunsrückisch e II Encontro do Inventário do Hunsrückisch como Língua Brasileira de Imigração (IHLBrI), organizado pelo IHLBrI, através do ALMA-H. Foi a partir do III Encontro, que abriu-se a possibilidade de prefeituras e outras entidades organizarem, com a anuência do IHLBrI, novos encontros itinerantes e com periodicidade livre, porém respeitando a numeração histórica. Assim, surgiu o próximo Encontro e outros que irão vir.

Fonte: Michel Teixiera

Deixe uma resposta

IPOL Pesquisa
Receba o Boletim
Facebook
Revista Platô

Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Visitantes
Arquivo