Vídeo: Entrevista com escritor e dicionarista timorense sobre o contexto da língua portuguesa e literatura no país

luiscostaVídeo: Entrevista com escritor e dicionarista timorense sobre o contexto da língua portuguesa e literatura no país

Nesta postagem apresentamos uma entrevista com o escritor e dicionarista timorense, Prof. Luís Costa, realizada pelo Programa de Qualificação de Docentes e Ensino de Língua Portuguesa no Timor-Leste (PQLP) na cidade de Díli, no dia 02 de setembro de 2014. O professor lança seu olhar crítico sobre o contexto da língua portuguesa e literatura no país e comenta sobre sua caminhada como pesquisador da área. A entrevista foi realizada por Márcia Cavalcante.

Assista a entrevista – em quatro partes – abaixo (ou acesse aqui).

Luís Costa
“Nasceu a 13 de dezembro de 1945 em Fatu-Berliu, Manu-Fahi. Fez o curso de Humanidades e Filosofia em Évora e o curso de Teologia em Leiria. Ordenado sacerdote em dezembro 1973, em novembro de 1974 regressa a Timor e colocado como colaborador na missão de Ossú. De janeiro de 1976 a março de 79 esteve nas montanhas com a resistência. Em 1977, como assistente do comissariado, colabora com o Comissário Bie Ky Sahe e Mali Ex (enfermeiro Eduardo). Regressa a Díli em abril de 79. Autor da tradução, com equipa de sacerdotes, o Ordo Missae, Ferial e Leituras das Missas, tradução aprovada pela Santa Sé, em abril de 1981. Em 1983 regressa a Portugal. Em 1986 abandona a vida sacerdotal. Desde 1984, membro do Comité da Fretilin na Diáspora, colabora em atividades pela causa timorense. É autor do ‘Dicionário Tétum-Português’, 2000, ‘Guia da Conversação Português-Tétum’, 2001, e ‘Borja da Costa – Selecções de Poemas’, Lidel, 2010. De 2001 a 2004 trabalha no Instituto Camões. De abril a agosto de 2014 trabalha no ME de Timor-Leste como assessor do currículo da língua tétum para ensino recorrente.” (fonte: wook.pt)

Acesse aqui página de Luis Costa no site das Edições Colibri.

O PQLP
“O PQLP – Programa de Qualificação de Docente e Ensino de Língua Portuguesa no Timor-Leste é administrado conjuntamente pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pelo Departamento Cultural (DC) do Ministério das Relações Exteriores (MRE), e constitui atividade de cooperação educacional exercida com países em desenvolvimento com os quais o Brasil mantém Acordo de Cooperação Educacional, Cultural e de Ciência e Tecnologia. Nessa perspectiva, o PQLP tem como objetivo a execução do ensino da língua portuguesa e outras atividades relacionadas à formação de docentes de diversos níveis das instituições de ensino timorenses. Dessa forma, o Programa atua em três áreas fundamentais, a saber: a) formação inicial e continuada dos docentes; b) fomento ao ensino da língua portuguesa e c) apoio ao ensino superior. Com base nesse objetivo, o processo seletivo realizado por meio de chamada pública seleciona, desde 2005, professores brasileiros de diversos estados do país e de diferentes áreas de formação para desenvolver diversos projetos de formação inicial e continuada de docentes, do ensino básico ao ensino superior.”

IPOL Pesquisa
Receba o Boletim
Facebook
Revista Platô

Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Visitantes
Arquivo