Medalhista na Olimpíada Internacional de Linguística, carioca de 15 anos fala quatro idiomas e aprende outros quatro

João Henrique acumula 13 medalhas olímpicas Foto: Arquivo pessoal

Aos 15 anos, o carioca João Henrique Fontes já acumula 13 medalhas olímpicas. Mas as provas que ele venceu não exigiram esforço físico. Foram, isso sim, verdadeiras maratonas de raciocínio. A última delas foi disputada há 20 dias, na República Tcheca. Um dos oito representantes do Brasil na Olimpíada Internacional de Linguística, o jovem voltou para casa com a medalha de prata.

A vitória é resultado de anos de estudo, motivados por um interesse nato por idiomas. João começou a ler precocemente, aos 3 anos, e desde então foi incentivado pelo pai a estudar japonês. Com o tempo, tomou gosto pela coisa. Hoje, o adolescente fala, escreve e entende bem quatro línguas: inglês, francês, alemão e japonês. E já está aprendendo outras quatro: espanhol, italiano, mandarim e russo.

— Sempre gostei de aprender línguas. Meu pai me apresentou o japonês. O francês era ensinado na minha primeira escola. Comecei a estudar alemão pela internet, e fiz curso de inglês desde pequeno. Hoje, aprendo muito sozinho, assistindo a vídeos ou comprando bons livros — diz João.

O adolescente, que mora na Tijuca e cursa o 2º ano do ensino médio no Colégio Militar, também tem aulas particulares em casa: às terças, de mandarim, às quintas, de japonês, e às sextas, de francês. Ainda faz natação e estuda piano.

— Todos perguntam se ele aguenta tudo isso. Mas é ele que quer. No dia em que me falar que não quer mais, eu corto na hora — diz a mãe, Eliana Fontes, que garante que João arruma tempo para o lazer: — Ele gosta de ir a museus e teatros.

O conhecimento de idiomas ajuda, mas não é obrigatório na Olimpíada de Linguística. Isso porque a proposta dos desafios é decifrar a lógica por trás de línguas pouco faladas e, em geral, desconhecidas. A partir de regras gramaticais e algumas palavras traduzidas, os competidores precisam traduzir ou construir frases.

A Olimpíada de Linguística não é a única que João Henrique disputa. Ele também faz provas de Matemática, Astronomia, Física e Química. A primeira foi disputada aos 10 anos. Só na semana passada, ele já fez duas provas. No mês que vem, tentará passar para a fase internacional da Olimpíada de Astronomia.

Fonte: Extra

Deixe uma resposta

IPOL Pesquisa
Receba o Boletim
Facebook
Revista Platô

Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Visitantes
Arquivo