Venezuela

Concerto virtual de fado assinala Dia Internacional da Língua Portuguesa

Um concerto virtual de fado ‘Da minha língua vê-se o mar’ assinalou, na terça-feira e pela primeira vez, o Dia Internacional da Língua Portuguesa na Venezuela.

Concerto virtual de fado assinala Dia Internacional da Língua Portuguesa

Para o coordenador local do ensino da Língua Portuguesa, Rainer de Sousa, esta comemoração “é especial” por ser o primeiro ano, já que a “efeméride foi proclamada no ano passado pela UNESCO” para reconhecer “o português como uma das línguas globais” atuais.

“Na Venezuela, não queríamos deixar passar esta data, apesar das limitações que temos, impostas pelo confinamento social”, disse, aos jornalistas.
“E, por isso, decidimos promover um ato musical (…) para destacar, uma vez mais, o português como língua que une diferentes povos, em diferentes territórios, unidos pelo mar que há séculos atrás era uma estrada da comunicação usada para a promover a portugalidade no mundo”, sublinhou, sobre o concerto da cantora lusodescente Liliana de Faria.

Rainer de Sousa precisou que a procura de ensino da Língua Portuguesa continua a aumentar na Venezuela e que várias escolas incluíram o português no programa de estudos oficiais.

“Temos quase quatro mil jovens venezuelanos a estudar português, isto sem falar na numerosa comunidade de portugueses que vivem aqui e que são embaixadores da nossa cultura e idioma”, frisou.

O concerto virtual, devido à pandemia da covid-19, foi organizado pela Embaixada de Portugal em Caracas, pelo Camões-Instituto de Cooperação e da Língua, pelo jornal Correio da Venezuela, pelo Instituto Português de Cultura e pela a Associação Venezuelana para o Ensino da Língua Portuguesa (AVELP).

IPOL Pesquisa

Receba o Boletim

Facebook

Revista Platô

Visite nossos blogs

Clique na imagem

Clique na imagem

Visitantes

Arquivo