Museu Paranaense promove curso de língua e cultura kaingang

Mulher Kaingang carregando o filho nas costas enquanto confecciona um chapéu de taquar. Terra Indígena Ivaí - Municípios de Manoel Ribas e Pitanga, PR.2019 é o Ano Internacional das Línguas Indígenas celebrado pela UNESCO

O Museu Paranaense (MP) está com inscrições abertas para o curso de Língua e Cultura Kaingang, que se inicia no dia 3 de abril e vai até 26 de junho de 2019. As aulas são às quartas-feiras, das 17h às 19h, no auditório José Loureiro Fernandes. O curso será ministrado pelo pedagogo Florêncio Rekayg Fernandes, indígena nascido na Terra Indígena Rio das Cobras no município de Nova Laranjeiras (PR). Os interessados podem acessar o formulário de inscrição AQUI.

A responsável pelo Setor de Antropologia do MP, Maria Fernanda Maranhão, explica que 2019 é o Ano Internacional das Línguas Indígenas celebrado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), com ações voltadas para a preservação, revitalização e promoção das línguas indígenas no mundo. “Dentro dessa perspectiva de conscientização da população para o direito dos povos originários à sua diversidade linguística e cultural, oferecemos este curso para o público em geral possa se aproximar deste universo tão pouco conhecido pelos paranaenses”.

Indígena kaingang, Florêncio Rekayg Fernandes conta que ministrou vários cursos para professores indígenas e não indígenas das escolas indígenas do Estado. “Acredito que as minhas iniciativas de valorização e fortalecimento da cultura kaingang para a sociedade não indígena só vêm a contribuir no combate ao preconceito, valorizando sempre o trabalho coletivo e as práticas do meu povo”, comentou.
O pedagogo Florêncio Rekayg Fernandes, que vai ministrar o curso de Língua e Cultura Kaingang.
Desde os primeiros contatos com a escola, Florêncio sentiu necessidade de se aprofundar e adquirir conhecimento dos não indígenas para conseguir contribuir com o seu povo. “Na aldeia ingressei na pré-escola com professores indígenas, visto que, a minha primeira língua foi a materna. Concluí a 4ª série e após essa fase os meus pais me matricularam numa escola fora da aldeia, na cidade, para dar continuidade ao ensino fundamental (anos finais) e o ensino médio”, relembra.

Por orientação de professores não indígenas e das próprias lideranças indígenas, Florêncio teve a oportunidade de dar aulas na mesma escola onde estudou na infância. E desde então, conta, não parou mais. Iniciou com a formação para o Magistério, depois licenciou-se em Pedagogia pela Universidade Católica Diocesana do Sudoeste do Paraná (UNICS), em Palmas (PR), em seguida especialização em Gestão Escolar, Supervisão Escolar e Orientação Educacional na Faculdades Integradas Camões (FICA), em Curitiba (PR) e mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Hoje é doutorando em Antropologia na Universidade Federal do Paraná (UFPR) e coordenador pedagógico na Educação Básica pela Secretaria de Estado da Educação do Paraná.

Este evento integra o Abril Indígena do Museu Paranaense. A programação prevê uma mesa-redonda sobre arte contemporânea indígena e apresentações dos povos Fulni-ô durante o mês de abril.

Serviço
Curso de Introdução à Língua e Cultura Kaingang com Florêncio Rekayg Fernandes
Aulas: 03/04, 17/04, 24/04, 31/04, 08/05, 15/05, 22/05, 29/05, 05/06, 12/06, 19/06 e 26/06
Horário: 17h às 19h
Carga Horária: 24 horas
Inscrições: bit.ly/lingua_kaingang 
Taxa: R$ 10 (isenção para indígenas, estudantes da rede pública e cotistas)
Local: Auditório José Loureiro Fernandes – Museu Paranaense

Fonte: Secretaria de Estado da Cultura (SEEC)

Fonte: Museu Paranaense

 

Deixe uma resposta

IPOL Pesquisa
Receba o Boletim
Facebook
Revista Platô

Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Visitantes
Arquivo