Encontro de Falantes Pomeranos discutiu os resultados do Inventário da Língua Pomerana

Aconteceu nesse fim de semana, dias 12 e 13 de agosto, na Câmara Municipal dos Vereadores de Santa Maria de Jetibá, no Espírito Santo, o Encontro de Falantes da Língua Pomerana. O evento teve como foco a apresentação dos resultados do Inventário da Língua Pomerana (ILP), uma pesquisa coordenada pelo IPOL para conhecer a situação atual da língua e credenciá-la para reconhecimento como Referência Cultural Brasileira, previsto no Decreto Federal 7.387, dezembro de 2010. O trabalho contou com o apoio do Conselho Federal Gestor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos (CFDD), Ministério da Justiça e Segurança Pública, e teve, como parceiros: o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), a Cátedra UNESCO em Políticas Linguísticas para o Multilinguismo/UFSC; a Prefeitura Municipal de Santa Maria de Jetibá, Estado do Espírito Santo; a Prefeitura Municipal de Pomerode, Estado de Santa Catarina; a FAPERJ – Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro; a UFF – Universidade Federal Fluminense; a APOP – Associação Pomerana de Pancas; o Grupo de Pesquisa (CNPq) “Culturas, Parcerias e Educação do Campo” do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Espírito Santo (PPGE/UFES); o Núcleo de Pesquisa (CNPq) “Educamemória” do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande (PPGEDU /FURG) e o Grupo de Pesquisa (CNPq) “LABPEC – Laboratório de pesquisas em contato linguístico” do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagem da Universidade Federal Fluminense (Posling/UFF).

A ocasião contou com a presença de falantes, pesquisadores, gestores públicos e participantes de várias regiões do Brasil, como Espigão do Oeste, (Rondônia), Pomerode, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Durante a programação, decorreram apresentações culturais, com a presença de alunos da Escola Municipal de Recreio, e a brilhante apresentação do Grupo de Trombonistas da localidade de Alto São Sebastião. E ainda, a exibição do documentário “Língua Pomerana, Língua Brasileira: História, memória e reconhecimento”, do colaborador, Arno Stuhr. Os dois dias de debates e discussões, sobre os resultados da pesquisa, trouxeram à tona importantes demandas e sugestões para ampliar os espaços de usos e de valorização da língua pomerana.

Um outro destaque do Encontro Falantes foi o lançamento do VOLB-Pomer (Vocabulário de Línguas Brasileiras – Pomerano), uma iniciativa inédita, concebida como um sistema web aberto e interativo que se converteu em um instrumento de registro e promoção da língua pomerana no Brasil.

O Inventário da Língua Pomerana, se constitui enquanto ferramenta para o fortalecimento e o reconhecimento do mosaico sociocultural brasileiro, rico pela sua diversidade linguística. A realização do Encontro de Falantes, se converteu em dois dias de extrema relevância, um marco para a história da cultura e língua pomerana do Brasil.

Deixe uma resposta

IPOL Pesquisa
Receba o Boletim
Facebook
Revista Platô

Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Arquivo
Visitantes