200 ações em 58 países assinalam Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da CPLP

lingua portuguesa

Por: José Sena Goulão/LUSA

O Dia da Língua Portuguesa será marcado pelo lema “Uma língua grande, como os mares” e assinalado em 58 países. O português é a quarta língua mais falada do mundo, com 261 milhões de falantes.

Estimativas afirmam que em meados do século XXI, deverão ser 380 milhões os falantes da língua portuguesa

Conferências, saraus literários e jogos são algumas das 200 ações que assinalam, na quinta-feira, em 58 países, o Dia da Língua Portuguesa, iniciativa que pretende afirmar o português como língua mundial, que alcançará 380 milhões de falantes em meados deste século.

O Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) celebra-se a 5 de maio, e, este ano, Portugal vai promover cerca de 200 ações num total de 58 países, quase o dobro do ano passado, sob o lema “Uma língua grande, como os mares”.

 O português é a quarta língua mais falada do mundo, atualmente por 261 milhões de pessoas, nos cinco continentes. Projeta-se que alcance os 380 milhões de pessoas em meados do século XXI. É ainda a língua mais falada no hemisfério sul, um dos cinco idiomas com mais utilizadores nas plataformas digitais e língua de trabalho em 32 organizações internacionais.

O objetivo da comemoração do Dia da Língua Portuguesa é “afirmar internacionalmente a língua portuguesa tal como ela é”, anunciou esta terça-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, na apresentação das iniciativas.

“É uma língua com múltiplas variedades, todas de igual valor”, defendeu, destacando que “a força da língua portuguesa está na sua vivacidade, na sua natureza viva e dinâmica e nas múltiplas variedades, todas de igual valor que a constituem”.

As iniciativas pretendem ainda promover o ensino do português “como língua materna, de herança, segunda, estrangeira” e o seu uso, quer como “língua de falantes nativos ou que aprendemos a usar”, disse o ministro.

Por outro lado, este dia, estabelecido em 2009 pela CPLP, tem como objetivo acentuar as culturas que se exprimem em português: “É uma língua em que se exprimem múltiplas culturas, todas de igual valor”, acrescentou Santos Silva.

Por fim, outro objetivo é “promover, através da língua, o diálogo e a cooperação entre os países da CPLP, com as diásporas e com os restantes países, outras instituições e agentes locais”.

As atividades incluem conferências, encontros com escritores, palestras, saraus literários e poéticos, recitais, exibição de filmes e documentários, festivais de cinema, peças de teatro, mostras gastronómicas e provas de vinho. Para os mais novos, há jogos e caça ao tesouro.

“A língua portuguesa é uma das mais fortes expressões da cultura no Mundo. Não nos pertence, pertence a todos os falantes, mas nós temos uma especial e grande responsabilidade por ela”, sublinhou, por seu lado, o ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, que recordou que, enquanto embaixador, testemunhou “a importância estratégica da língua portuguesa”.

“Estamos conscientes da grande importância estratégica em todos os planos: cultural, económico. Tem muito mais projeção do que aquela que muitas vezes aqui em Portugal pensamos”, sustentou.

Fonte: Observador/LUSA

IPOL Pesquisa
Receba o Boletim
Facebook
Revista Platô

Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Visitantes
Arquivo