Publicação aborda gestão do patrimônio nos países africanos de língua portuguesa

Gestao_do_patrimonioEstá disponível no site do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) as apresentações resultantes de dois fóruns internacionais que discutiu a gestão do patrimônio em países africanos de língua portuguesa (PALOP).

Confira a publicação Caderno Gestão do Patrimônio.

A iniciativa do Iphan e do Centro Lúcio Costa (CLC) buscou apresentar e discutir a proposta de Programa de Formação e ajustá-lo para melhor responder às demandas e expectativas dos países abrangidos pelo Centro, bem como para estabelecer parcerias em ações voltadas para a preservação do Patrimônio Mundial e da Humanidade.

Os dois fóruns realizados em 2013 contou com a participação de representantes de países sul-americanos de instituições de patrimônio dos PALOP. Angola, Cabo Verde, Moçambique e São Tomé e Príncipe debateram sobre “Realidades, demandas e possibilidades para a gestão do patrimônio nos países africanos de língua portuguesa” o que permitiu trocas de conhecimentos sobre as diferentes realidades, demandas, possibilidades jurídicas e institucionais, referenciais conceituais e metodológicos, entre esses países e o Brasil.

A publicação reúne as apresentações de Ziva Domingos, Diretor do Instituto Nacional do Patrimônio Cultural de Angola; Adilson Ramos Dias, Diretor de Salvaguarda do Patrimônio/ Instituto da Investigação e do Patrimônio Culturais de Cabo Verde; Solange Macamo, Diretora da Direção Nacional do Patrimônio Cultural de Moçambique; Maria Nazaré de Ceita, Diretora do Comitê Nacional para Salvaguarda do Patrimônio Cultural de São Tomé e Príncipe.

CLC
Fruto do Acordo, assinado em 2010, entre o Governo do Brasil e a Unesco, a criação do Centro Regional de Capacitação para a Gestão do Patrimônio, também designado Centro Lucio Costa em homenagem a um dos mais importantes arquiteto e urbanista brasileiro que também se dedicou à preservação do patrimônio cultural, é um Centro de Categoria II (CC2), sob os auspícios da Unesco, abrigado no Iphan e sediado na cidade do Rio de Janeiro. O Centro Lucio Costa tem como estratégia central a intensificação da cooperação cultural Sul/Sul, destacando-se dentre os seus objetivos a melhoria de capacidades para a gestão do patrimônio cultural na Região.

Fonte: Portal do IPHAN

IPOL Pesquisa
Receba o Boletim
Facebook
Revista Platô

Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Visitantes
Arquivo