Idiomas da Espanha, veja as diferenças entre eles

Você conhece os idiomas da Espanha?

Se ficou surpreso em descobrir com essa pergunta de que na Espanha se fala mais do que o espanhol, esse artigo é para você.

Nós vamos te mostrar tudo que precisa saber sobre os idiomas e dialetos espanhóis.

Conhecendo os idiomas da Espanha

O idioma oficial da Espanha é o espanhol ou também chamado de castelhano.

Porém não é o único idioma presente no país, há idiomas reconhecidos e até não oficiais.

A proposta aqui é explicar para você cada um deles, e onde são falados.

Qual é o idioma oficial da Espanha?

A grande maioria dos espanhóis, 99% fala o idioma espanhol e o mesmo é considerado a língua materna.

Quais os outros idiomas que se falam na Espanha?

Além do espanhol, na Espanha se falam outros idiomas, que são considerados “línguas co-oficiais”.

Listando eles por região, ficaria assim:

  • Na região da Catalunha, o catalão, que também é falado em Valência, só que lá chamado de valenciano e nas Ilhas Baleares, chamado de mallorquín;
  • Na região da Galícia, os espanhóis falam também o Galego, que aliás, é muito parecido com o português;
  • No País Basco e também em Navarra se fala o basco, chamado de euskera;
  • Não são considerados idiomas e sim, são dialetos não oficiais: nas Astúrias, o bable e o aragonês.

Planeje sua viagem conhecendo o mapa da Espanha e suas regiões, isso com certeza te ajudará.

Os outros idiomas são oficiais?

Sim, os outros idiomas são oficiais. Porém, atenção, dialetos não, isto é, o bable e o aragonês não são idiomas e por isso, não são oficiais.

Os idiomas falados na Espanha são muito diferentes entre eles?

Se você aprendeu espanhol e ao chegar em Barcelona, não entende o que as pessoas estão falando, não se preocupe.

O mesmo passa com os espanhóis que não vivem na Catalunha.

Estamos falando de línguas diferente, e sim, são bem diferentes entre eles.

Até os espanhóis sofrem com as diferenças, não se desespere.

Os espanhóis que não costuma ter muito contato com as regiões que falam outro idioma.

Uma palavra ou outra entendem, porém, não sabem falar e nem entendem completamente o que falam.

Saiba mais tudo sobre a Espanha que é preciso saber antes de viajar para lá.

Idioma Catalão

Idioma catalão

Sua origem é do latim vulgar falado pelos romanos na Idade Antiga e é considerada uma língua romântica.

Na região da Catalunha, há oferta de cursos gratuitos para estrangeiros que estão vivendo lá.

Conversando com alguns brasileiros que se “aventuraram” em aprender catalão, em resumo, dizem que “algumas palavras lembram português, outras italiano e outras francês”.

 

É um idioma difícil

Fiquei com a sensação “meu Deus, que mistura”.

O nível básico do curso de Catalão é de 4 meses e os mesmos brasileiros, me disseram que depois de 2 meses de curso, “começam a entender algumas palavras”.

A minha pesquisa me leva a crer que não é fácil aprender catalão.

Idioma Galego

Também é chamada de português da Galícia. As regras ortográficas são as mesmas do português, porém, é um outro idioma.

No entanto, quando você escutar um galego falando este idioma, conseguirá entender boa parte do que está sendo falado.

Assim como o catalão, estando em Galícia, é possível fazer um curso do idioma Galego.

Para um brasileiro, a compreensão será bem mais rápida.

Idioma Basco

Não é fácil aprender basco, também foi uma das minhas conclusões ao falar com brasileiros que estão aprendendo este outro idioma espanhol.

Imagina que você precisa falar “Oi, como vai?”, em basco. Basta dizer: “Epa, zer modus?” Fácil? Não me parece nem um pouco.

Um idioma independente e cheio de teorias de sua criação

É considerada uma língua isolada, isto é, não tem ligação “hereditária” de nenhum outro idioma.

Por isso, sua origem é atribuída a diferentes situações, como por exemplo, que teria raízes na África ou na Ásia.

Até mesmo de que há muitos e muitos anos foi o idioma oficial de toda Europa. Porém, nada é realmente comprovado, são teorias.

Porque há essa variedade enre os idiomas da Espanha?

Vamos falar um pouco sobre, e de forma resumida a origem dos idiomas da Espanha.

Porém, essa “variedade” nada mais é que uma herança histórica da formação da Espanha.

Idiomas da Espanha que são antigos, e que não se perderam no tempo, foram preservados e se tornaram oficiais.

Existe um filme interessante chamado ” Oito Sobrenome Bascos“, e sua versão catalã “Oito Sobrenomes Catalães“, que retrata um pouco essa origem.

É um filme bem divertido para quem quer “entender” um pouco sobre os outros idiomas espanhóis.

Qual a origem dos idiomas da Espanha?

Palavras em Espanhol

Você já sabe que na Espanha, além do espanhol, oficialmente, são considerados idiomas: o catalão, o galego e o vasco.

No entanto, já parou para pensar por que existem outros idiomas no mesmo país?

Eles estão sendo preservados graças aos governos que têm passado e as famílias, mas tudo começou na formação da península ibérica.

Uma evolução que teve início no ano 1000

Vamos viajar no tempo para entender a formação dos idiomas de Espanha!

No ano 1000

A região que hoje está Espanha e Portugal, o idioma falado pela maioria, 70%, era árabe e moçárabe.

No ano 1100

A região que hoje está a Espanha começa a difundir-se o castelhano, ao mesmo tempo que cresce o Reino de Castilha.

Chegando em 1150

O território espanhol tem 50% da população falando castelhano.

No ano de 1492

O árabe era falado somente no sul e no resto do território, que hoje é Espanha, se falava somente espanhol.

No ano de 1600

O idioma árabe é banido da Espanha.

Entre os anos de 1700 e 1900

O espanhol vai se expandindo nos territórios de Aragão e León, enquanto o catalão, vai se chegando até a costa e o vasco se concentra no norte.

E dessa maneira, os idiomas permaneceram vivos na Espanha com o passar dos anos.

Se você ficou interessado em saber mais sobre a história e cultura da Espanha, veja o que falamos sobre o assunto.

Fonte: Eurodicas

Deixe uma resposta

IPOL Pesquisa
Receba o Boletim
Facebook
Revista Platô

Visite nossos blogs
Clique na imagem
Clique na imagem
Visitantes
Arquivo